O governo do estado inaugura hoje o Centro de Operações e Inteligência de Segurança Pública 2 de Julho, espaço que vai reunir todas as forças de segurança do estado - polícias Militar, Civil e Técnica e Corpo de Bombeiros -, além de agregar as federais e municipais. Foram investidos R$ 260 milhões no projeto, considerado o maior centro de operações policiais da América do Sul.

O centro, que fica em um prédio de quatro andares no CAB, funcionará como cérebro operacional da Segurança Pública ininterruptamente, envolvendo a participação de mais de 400 profissionais. “A determinação do nosso governo é planejar ações que estejam à altura dos baianos. É nossa maior realização no âmbito da segurança pública até o momento”, comentou o governador Rui Costa.

Imagens em tempo real das cerca de mil câmeras integradas ao sistema serão monitoradas, além das câmeras da CCR, concessionária do metrô, e da ViaBahia, que administra as BR-324 e BR-116. O centro possui ainda um heliponto, que dará mais agilidade às ações emergenciais.

“A tomada de decisão fica muito mais qualificada”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa. Será possível saber, por exemplo, o posicionamento das viaturas policiais, via GPS, e de pessoas que utilizam tornozeleira eletrônica.